Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Centro de Paisagismo  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Preserve a natureza. Faça a coleta seletiva do lixo.
 
 
 
 
 
Pau brasil, um sobrevivente

Todos nós aprendemos nos primeiros anos de escola que a origem do nome do nosso país se deve a uma árvore   "de lenho cor de brasa"   muito abundante em nossas matas ao tempo do Descobrimento. Documentos de 1503 registram os nomes Terra do Pau Brasil, Terra do Brasil, posteriormente abreviados para Brasil.

Natural da Mata Atlântica, mais acentuadamente no trecho que ia de Pernambuco ao Rio-de-Janeiro, o pau-brasil é uma árvore típica das zonas intermediárias entre o mar e a caatinga. Apesar disso, também se adapta bem em regiões onde faz muito frio, como Blumenau em Santa Catarina. Os indígenas brasileiros usavam a tinta de cor vermelha do cerne da madeira, para tingir adornos feitos de penas de aves que usavam em dias de festa. Entre eles, a árvore era conhecida popularmente por nomes como: pau-de-pernambuco, pau rosado, arabutã, brasileto, imirapitã, muirapiranga.

Foi o botânico francês Lamarck quem deu o nome científico ao pau-brasil: ‘Caesalpinia echinata’.

De crescimento lento, o pau-brasil pode chegar a 30 metros de altura. Seu tronco é espinhento e as folhas verde-escuras e brilhantes são ovais e perenes. As flores aromáticas de coloração amarelo ouro formam cachos cônicos. Em São Paulo aparecem quando a árvore tem mais de cinco anos de idade, entre setembro e março. Em Pernambuco, floresce aos três anos, entre dezembro e maio. As principais inimigas do pau-brasil são as formigas (nativas).

Muito antes do descobrimento do Brasil, os portugueses já utilizavam um pigmento próprio para tingir, obtido da ‘Caesalpinia sapam’ que mandavam buscar na Ásia. A espécie já era conhecida desde a Idade Média e pertencia ao mesmo gênero das árvores que acabariam sendo encontradas em nossas terras, a Caesalpinia. Após o descobrimento, os portugueses passaram a explorar indiscriminadamente o pau-brasil, principalmente porque o corante vermelho denominado brasilina (oxidado se transforma na brasileina) também produzia tinta vermelha, só que de qualidade superior ao que eles já conheciam.

Juntamente com papagaios e araras, o pau-brasil foi enviado ao Rei de Portugal como amostra de mercadoria de valor para os comerciantes portugueses, que visavam utilizá-lo nas construções navais, móveis, trabalhos de torno e principalmente na extração da tinta em tom vermelho vivo (nos séculos 16 e 17 deu o tom da roupa da nobreza européia).

O primeiro período da história econômica do Brasil é denominado de ciclo do pau-brasil e caracterizou-se pela exploração da árvore que medrava em abundância por essas terras. Com a derrubada predatória das árvores pelos portugueses,    espanhóis, holandeses, franceses e ingleses e sem replantio para repor as perdas, passou-se ao mais completo desinteresse e esquecimento. O que ninguém poderia imaginar é que esses 3 séculos de incursões dos europeus e dos muitos contrabandistas levariam as florestas da orla marítima ao esgotamento. Toda a devastação só teve, parada quando em 1826 descobriu se a anilina de origem química, quando então o pau-brasil deixou de ser a principal fonte de matéria prima para os corantes.

Ainda hoje constitui fonte de exportação dos estados do Espírito Santo e da Bahia para toda a Europa, principalmente para a Alemanha, onde é utilizado na confecção de arcos de violino. Por ser um instrumento delicado, o arco deve ser feito de madeira flexível, sem nós e serrado de modo que as fibras acompanhem sua curvatura.
O pau-brasil é considerado uma espécie botânica em extinção. Preocupada com isso, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento, está desenvolvendo um projeto que busca recuperar parte da riqueza genética perdida pelo pau brasil. Pesquisadores da Embrapa estão estudando uma das últimas populações de pau-brasil existentes no sul da Bahia, a fim de poder utilizá-la no repovoamento das áreas da Mata Atlântica, onde a espécie não existe mais.

Nosso país é o único no mundo que possui o nome de uma árvore.

Pesquisas realizadas apontam que mais de 96% da população brasileira desconhece que pau-brasil é a árvore nacional, de acordo com Lei n. 6.607 de 07/12/1978, e que em 03 de maio comemora se o dia do Pau-brasil. E você, sabia disso?

Prof. Francismar F. A. de Aguiar / Instit. de Botânica de São Paulo 


Fonte: Informativo verde




 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
Ouro cresce em árvore? (novo)
Cientistas dizem que sim,
Músicas do Black Sabbath fazem bem às plantas, diz especialista
Ajudam a evitar doenças e faz com que elas floresçam melhor.
Vitória Régia a rainha dos lagos. Além da lenda ...
Diz a lenda, que a lua cheia, dona de encantos fabulosos, teria poderes de transformar lindas jovens em estrelas radiantes a brilhar no céu ao lado de nossas constelações boreais.
Mesa de musgo coleta energia da fotossíntese
Já pensou em ter uma mesa de musgo?
Incrível planta se faz de morta quando é tocada
A planta usa o seu sistema de defesa para enganar predadores.
Coletivo de designers aposta em plantas como acessórios
Eles desenvolveram uma linha de joias que transforma plantas em acessórios.
Árvores criam raízes em excesso e usam-nas como armas
Para que servem essas raízes extras?
Verde que mata
As estratégias de caça de algumas das plantas carnívoras mais estranhas do mundo são perturbadoras, muito além do que os botânicos poderiam imaginar.
Os fascinantes cactos e outras suculentas
As cactáceas são plantas suculentas com folhas completamente reduzidas ou transformadas em mamilos com espinhos.
O mistério das plantas e vasos furtados
Lá em Portugal também acontece. Incrível.
Plantas Companheiras
As plantas também têm preferências e se dão melhor com umas do que com outras.
Japoneses usam cortina feita de pepino e plantas para fugir do calor
O acidente na usina de Fukushima reduziu a produção de energia no país e os japoneses terão que enfrentar as temperaturas altas sem ar-condicionado.
Hóspedes educadas, formigas sabem de longe qual é a sua árvore
Cientistas espécie de formiga que consegue reconhecer a árvore onde vive por sua estrutura química.
Jabuticabeira que produz rápido
Chacareira de Jaguariúna aplica técnica em mudas originadas de sementes, que dão frutos a partir do quinto ano.
Cogumelos
Há milhares de anos, os chineses foram os primeiros a usar cogumelos como alimento.
Lustre ecológico permite cultivar plantas em ambientes fechados
Objeto de decoração ilumina o ambiente ao mesmo tempo que fornece luz para fotossíntese.
Vaso inteligente cuida das suas plantas por você
A tecnologia chegou ao jardim.
Aprenda quais são as plantas para atrair bons fluidos em 2011
As plantas podem ser aliadas para começar 2011 com o pé direito.
Círculo das Fadas
Crie um lugar mágico em seu jardim para atrair as fadas.
A estratégia inteligente das plantas
As plantas e animais aceitaram satisfazer os nossos desejos e paixões com o intuito de se perpetuarem.
Os diversos agentes da polinização
Todos os segredos de um novo organismo vegetal estão contidos em cada minúsculo grão-de-pólen.
Loja vende plantas cultivadas dentro de lâmpadas
A ideia é simples.
Jardim da Magia
Se você quiser cultivar um jardim de que as fadas vão gostar.
Vasos urbanos antiqueda encaixam no muro
Produto está disponível em várias cores e tem design patenteado.
Aromas e perfumas das plantas
Desde os primórdios da humanidade o aroma e o perfume das plantas fascinaram o ser humano.
Que árvore você é?
Veja a sua data de nascimento para saber
Mini horta tecnológica faz plantas crescerem cinco vezes mais rápido
O aparelho promete o processo de germinação em até 24 horas.
Torre Abbey recebe jardim feito com plantas venenosas de vários crimes dos livros de Agatha Christie
Sua cidade natal inventou uma maneira diferente de homenagear a vasta obra da Dama do Crime.
Plantas Daninhas: Invasoras ou Úteis ?
Qualquer planta pode ser daninha.
A transpiração dos vegetais
Todas as superfícies permeáveis da planta em contato com o ar podem transpirar.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br